Dia D contra febre amarela acontece neste sábado, 3

Dia D contra febre amarela acontece neste sábado, 3
TEXTO: Assessoria de Imprensa   FOTO: Assessoria de Imprensa
Mais de 8,3 mil doses da vacina contra febre amarela foram aplicadas no município

A Prefeitura de Porto Real, por meio da Secretaria de Saúde, irá realizar neste sábado, 03, o dia “D” da vacinação contra a febre amarela, aderindo à nova campanha de mobilização estadual.  Seis unidades de saúde estarão abertas, de 8h a 17h, para imunizar a população exclusivamente contra a doença.  As unidades que funcionarão neste sábado são Central de Vacina; Policlínico de Fátima e as Unidades de Saúde da Família (USF) dos bairros Centro, Jardim Real, Freitas Soares, Jardim das Acácias e Bulhões.
A coordenadora de Imunização garante que a vacinação será feita com dose plena, sem fracionamento. Para receber a vacina contra a febre amarela é necessária a apresentação da carteirinha, para a devida atualização. “Foi aumentada a quantidade de doses disponíveis nas USF, devido indicação do Ministério da Saúde, já que o estado do Rio apresenta o vírus ativo e é considerado área de risco”, informa a coordenadora de Imunização, Kátia Virgílio.
Podem se vacinar pessoas de nove meses a 59 anos e que não tenham contraindicação para o uso da vacina. A dose é única e vale para toda a vida. As pessoas vacinadas devem aguardar quatro semanas após a vacinação para doar sangue.
A vacinação contra a febre amarela já faz parte do calendário regular do município, estando disponível fora das campanhas nos módulos das USF, de acordo com o cronograma. A vacina não é recomendada para mulheres que amamentam bebês menores de seis meses, crianças menores de nove meses, gestantes, pessoas com câncer, em quimioterapia, radioterapia ou transplantados; pacientes utilizando corticoide, com baixa imunidade ou com alegria grave a ovo. 
Segundo a Secretaria de Saúde, desde o início do ano passado até o momento mais de 8,3 mil doses de vacina contra febre amarela foram aplicadas no município, o que representa uma cobertura de 53% da população alvo (pessoas entre 9 meses a 59 anos). A meta estabelecida pelo Ministério da Saúde (MS) é de 90%. 
Sintomas
Geralmente, quem contrai este vírus não chega a apresentar sintomas ou os mesmos são muito fracos. As primeiras manifestações da doença são repentinas: febre alta, calafrios, cansaço, dor de cabeça, dor muscular, náuseas e vômitos por cerca de três dias.
A forma mais grave da doença é rara e costuma aparecer após um breve período de bem-estar (até dois dias), quando podem ocorrer insuficiências hepática e renal, icterícia (olhos e pele amarelados), manifestações hemorrágicas e cansaço intenso. A maioria dos infectados se recupera bem e adquire imunização permanente contra a febre amarela.




Siga e compartilhe
nas Redes Sociais