Hospital São Francisco de Assis pratica 150 classificações de risco diariamente

Hospital São Francisco de Assis pratica 150 classificações de risco diariamente
TEXTO: Diana Chaves   FOTO: Dorinha Lopes
Procedimento é primeiro atendimento e direciona aos médicos de emergência da unidade

O setor de urgência e emergência do Hospital São Francisco de Assis recebe todos os dias mais de 150 pacientes com as mais diversas necessidades de saúde, desde aqueles que correm riscos mais graves até aqueles que, embora demandem cuidados médicos, não se encontram em estado de urgência. Ligada à Secretaria de Saúde e com a finalidade de realização de uma primeira avaliação que permita selecionar e conduzir pacientes para o médico clínico-geral da unidade é praticada a Classificação de Risco, que consiste no primeiro atendimento prestado por profissionais de saúde aos usuários priorizando os que necessitam de tratamento imediato, de acordo com o potencial de risco, sendo organizados por maior a menor complexidade.

Segundo o diretor do Hospital São Francisco de Assis, Danilo Bandoli, para garantir o atendimento prioritário aos casos mais graves, todos os pacientes que chegam ao pronto socorro passam por uma avaliação inicial, feita por um enfermeiro. “Após a classificação de risco que envolve verificação dos sinais vitais, registro do estado atual de saúde e os antecedentes pessoais e cirúrgicos, os pacientes são atendidos de acordo com a prioridade de atendimento e conforme o grau de necessidade, seguindo protocolos médicos previamente estabelecidos. O primeiro atendimento clínico é um acolhimento classificado e visualizado dentro de uma escala preconizada pelo Ministério da Saúde, determinando o nível de complexidade para o atendimento”, explica.

De acordo com o diretor do hospital, os graus de classificação de complexidade se dividem em cinco níveis: azul, (não urgente) com atendimento médico em até uma hora e meia; verde, (pouco urgente) com atendimento em até 40 minutos ; amarelo, (urgência) com atendimento médico em até 10 minutos; laranja (muito urgente) com atendimento médico em até cinco minutos; e vermelho, (prioridade máxima) com atendimento médico imediato.

A dona de casa e moradora do bairro Colinas, Deidiane Aparecida Gomes, se dirigiu até o hospital buscando atendimento para sua filha, Isadora Gomes de dois anos, onde recebeu os primeiros cuidados através da triagem e posterior consulta com o pediatra. “Esse primeiro atendimento é muito importante, fui rapidamente acolhida junto a minha filha e direcionada para o atendimento médico”, conta.

O Hospital São Francisco de Assis fica na Avenida Renato Monteiro, 1.183, Centro.




Siga e compartilhe
nas Redes Sociais