I Open Jiu-Jitsu Porto Real registra presença de mais de 800 pessoas

I Open Jiu-Jitsu Porto Real registra presença de mais de 800 pessoas
Município teve vencedores em diversas categorias

Foi realizado no domingo, 16, o I Open Jiu-Jitsu Porto Real. Organizado pela equipe Vou Competir, coordenada pelo professor de Jiu-Jitsu, Jorge Alexandre Martins, e pelo árbitro da FJJRIO - Federação do estado do Rio de Janeiro de Jiu-Jitsu, Nilson Martins. A competição, que teve o apoio da Secretaria de Esportes e Lazer, atingiu a marca de 178 atletas e um público aproximado de 800 pessoas.

O evento contou ainda com a presença do deputado federal Alexandre Serfiotis, do secretário de Esporte e Lazer, Antônio Sebastião da Silva, e dos secretários municipais Kléber Luís de Souza (Procuradoria Geral) e Luís Fernando Graciani (Administração). 

Entre os campeões, alguns moradores de Porto Real conquistaram a primeira colocação: o lutador Juan Simino Alcaraz na categoria adulta, faixa roxa, peso-pena; Flavia Miranda, na categoria adulta feminina, faixa azul, peso-leve. Outro atleta que teve destaque foi o faixa roxa, Estevão Lemos (Gaúcho), aluno do Centro de Treinamento Paulo King, com sede em Porto Real. Ele conseguiu a medalha de ouro na categoria peso-leve.

Na categoria Super-Pesado, que contempla os atletas adultos de 100,5 kg, o Jonatan Pescador conquistou o primeiro lugar. Para ele o evento teve uma boa estrutura, devido ao comprometimento de todos os envolvidos. “Gostaria de parabenizar a todos os organizadores e a todos os envolvidos nesse evento. Todos demonstraram muito comprometimento e responsabilidade com a logística do campeonato, agindo com seriedade e competência para que o evento fosse um sucesso”, falou |Jonatan.

Um dos destaques do campeonato foi a participação do pequeno Isaac Villa Verde Alves, de apenas 6 anos. Ele ficou em primeiro lugar na categoria pré-mirim I, faixa branca, peso leve. Segundo o pai, Thiago Alves da Silva, ele treina desde os 3 anos de idade e sempre participa de campeonatos na região. “O próprio Isaac pede para participar das competições. O esporte ajuda muito no comportamento do meu filho. Ele não briga mais com os colegas, melhorou tanto na escola quanto no convívio dentro de casa”, afirmou.

Para o organizador, Nilson Martins, qualquer evento que envolve esporte gera uma grande influência para a prática nos espectadores. “O praticante começa a se alimentar de forma mais saudável. Temos alunos que buscam apenas descarregar todo estresse do dia-a-dia. Não só a sociedade ganha, mas a família também. As artes marciais ensinam o respeito, o controle do raciocínio e incentivam a socialização”, explicou. 

O secretário municipal de Esporte e Lazer, Antônio Sebastião da Silva, enfatizou a participação dos moradores e visitantes no evento. “A cidade sempre estará de portas abertas para sediar eventos que colaborem para saúde e bem estar de todos através do esporte, gerando qualidade de vida e valorizando nossos talentos”.




Siga e compartilhe
nas Redes Sociais