Ordem Pública fiscaliza empresa de compostagem do município

Ordem Pública fiscaliza empresa de compostagem do município
Moradores do local acionaram autoridades pelo forte odor exalado de processos da empresa

Na manhã desta segunda-feira, 14, o secretário de Ordem Pública, Elias Vargas e representantes da Defesa Civil e Grupamento Ambiental do município realizaram um ato de fiscalização na Usina de Compostagem da empresa Brasil Lixo Zero, localizada no Polo Industrial da cidade e que atua no recolhimento de lixo orgânico das empresas do município, transformando-os em adubo orgânico. A ocasião foi motivada pelos moradores do bairro Parque Mariana, reivindicarem providencias das autoridades em relação ao forte mau cheiro proveniente do local.

Desde a última sexta-feira, 11, os moradores do bairro sentiram o odor, ocasionado pelo processo de compostagem feito pela empresa, a cada seis meses. Diante do ato de fiscalização a empresa tomou conhecimento, assumiu a responsabilidade e se comprometeu a tomar as providências necessárias para sanar o problema. “No processo de compostagem é necessário que ocorra o equilíbrio da relação carbono/nitrogênio, para que o tempo de decomposição dos micro-organismos não seja afetado e com isso não ocorra o mau cheiro durante o processo. O que ocorreu na última sexta-feira é que, ao girarmos a composteira, não utilizamos quantidade suficiente de carbono (materiais de podas arbóreas e serragem) ocasionando, com isso, a intensificação do odor. Verificando o problema, já solucionamos esse contratempo para evitar o mau cheiro e desconforto gerado”, se pronunciou a empresa de compostagem.

Segundo o secretário de Ordem Pública, Elias Vargas, que esteve no local para averiguar a situação, não foi necessário autuar a empresa.  "Ficou estabelecido que a empresa tomaria todas as medidas e precauções pertinentes ao caso para que não volte a ocorrer. Vamos continuar atentos na fiscalização”.




Siga e compartilhe
nas Redes Sociais