Prefeitura fortalece serviço de Equoterapia

Prefeitura fortalece serviço de Equoterapia
TEXTO: Assessoria de Imprensa   FOTO: Assessoria de Imprensa
Há quase 10 anos usuários do município são beneficiados

“É um serviço essencial. Conhecer de perto só reforçou a ideia que esse serviço tem qualidade, um trabalho primoroso que merece toda nossa atenção”, afirmou o prefeito Ailton Marques ao visitar o Serviço de Equoterapia, juntamente com o secretário de Governo, Jean Carlos dos Santos Silva. A Equoterapia, um serviço que utiliza equinos como tratamento fisioterápico, atende atualmente 30 usuários do município e funciona há quase 10 anos. Uma equipe formada por dois auxiliares guias, um biólogo equitador, cinco fisioterapeutas atende desde crianças a partir dos 3 anos de idade até adolescentes e adultos, sem restrição de faixa etária.

“Meu filho melhorou demais o comportamento. Está mais calmo, criou um laço afetivo com os animais, está mais comunicativo e a coordenação motora também teve uma melhora significativa. Só tenho a agradecer a todos os profissionais. Não tenho palavras para expressar minha gratidão”, relatou a dona de casa, Dalli Reis Lima, mãe de Bruno Lima de Paula, 6 anos, autista.

A fisioterapeuta Lilian Roxo comentou para quais situações a equoterapia é indicada. “Quanto mais cedo iniciar o tratamento, mais chance de uma evolução satisfatória o paciente tem. Através de um encaminhamento médico, pessoas com lesões neurológicas; paralisia cerebral; acidentes vasculares; lesão medular, autismo, déficit de atenção e de aprendizagem; síndromes genéticas como Down e West, são exemplos de pacientes indicados para o tratamento”.

“Desde a Segunda Guerra Mundial, com indícios de existência até mesmo antes de Cristo, a equoterapia é um serviço que une lazer e inúmeros benefícios em tratamentos de reabilitação. O contato com o animal produz no usuário a liberação de hormônios de bem-estar e prazer. Isso provoca ainda um vínculo afetivo, de forma lúdica, entre eles e os animais, superando as dificuldades de socialização. Aliado à autoestima e ainda à autoconfiança produz em quem utiliza o serviço, ganhos emocionais significativos. Esse é o princípio do TAA (Terapia Assistida por Animais). Os cavalos de trote possuem movimentos semelhantes à marcha humana, isso faz com que o paciente ao fazer a equoterapia trabalhe por volta de 1800 ajustes tônicos posturais. Isso quer dizer que o constante movimento do cavalo provoca no cavaleiro, ajustes relacionados ao equilíbrio e movimentos automáticos de adaptação da postura”, explicou a fisioterapeuta, Mariane Peres.




Siga e compartilhe
nas Redes Sociais