Rede Municipal de Saúde promove ações de incentivo ao aleitamento materno

Rede Municipal de Saúde promove ações de incentivo ao aleitamento materno
TEXTO: Diana Chaves   FOTO: Dorinha Lopes
USF realiza mensalmente grupos para gestantes e puérperas

As Unidades de Saúde da Família (USF) do município promovem ações em incentivo ao Aleitamento Materno visando alertar as mães sobre a importância dessa prática. São cerca de 100 gestantes, acompanhadas pela Atenção Básica do município, atualmente. Uma vez por mês são realizados encontros em grupos com gestantes, salas de espera e consultas direcionadas, voltados ao tema. Cada unidade propõe um dia e horário para as reuniões em grupo e divulga para as gestantes cadastradas.

 
Conforme Suzane Balieiro, coordenadora da Atenção Básica da Secretaria de Saúde, as USF já realizam o trabalho de conscientização do aleitamento junto às gestantes com atividades como reuniões e palestras individuais ou coletivas. “A amamentação é um vínculo muito importante entre mãe e filho e que vai além da saúde, mas também emocional e de desenvolvimento”, ressaltou.


De acordo com a coordenadora, os benefícios associados ao aleitamento materno são numerosos, como a presença de anticorpos, fatores imunomoduladores e anti-inflamatórios que não podem ser reproduzidos. O que muitas mães não sabem é que o leite humano é detentor de fontes de nutrientes que promovem o desenvolvimento cognitivo e visual na infância. 

A enfermeira e responsável pela USF do bairro Freitas Soares, Kátia Brasil, reforça que segundo preconiza o Ministério da Saúde, exclusivamente até os seis meses de vida a criança deve ser amamentada pela mãe. “Depois desse período e até os dois anos de idade, podem ser oferecidas outras formas de alimento para o bebê”. A enfermeira ainda enfatiza que os agentes de saúde das USF comunicam as gestantes e puérperas cadastradas nas unidades sobre o dia e horário específicos da reunião do grupo de amamentação e que as reuniões são muito importantes e orientadoras.

 

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o leite materno é um alimento completo e que deve ser exclusivo durante os primeiros seis meses de vida, como forma de fornecer ao bebê todos os nutrientes essenciais para um crescimento saudável. Após esse período, a criança ainda deve receber leite materno até os dois anos ou mais, junto com a alimentação complementar.




Siga e compartilhe
nas Redes Sociais